Dieta sem glúten

Uma dieta sem glúten é uma dieta que exclui a proteína do glúten. O glúten é encontrado em grãos, como trigo, centeio, cevada e triticale (um cruzamento entre trigo e centeio). De acordo com nutricionistas “Não há evidências suficiente de que eliminá-lo reduz a circunferência da cintura, e minimizando o consumo de glúten, que está presente em muitas fontes de carboidrato, haverá redução de calorias e peso. Mas isso vale para qualquer tipo de restrição alimentar.

No entanto, cortar produtos com glúten não acelera a perda de peso, se no caso a pessoa substituir estes por outros alimentos sem glúten. A dieta sem glúten é realmente utilizada para tratar a doença celíaca.

A doença celíaca é claramente conhecida por determinação genética. Em outras palavras, se você ou seus parentes mais próximos possuem um determinado gene, então, é provável que você vai ter doença celíaca em algum momento em sua vida. Uma grande preocupação é o fato de que nove em cada dez pessoas com doença celíaca não sabem que eles a têm. Um simples exame de sangue pode dar ao médico a primeira pista para esta doença.

Em pacientes com doença celíaca, o glúten fere o revestimento do intestino delgado. Esta lesão pode resultar em perda de peso, distensão abdominal, diarréia, gases, cólicas abdominais e/ou deficiências de vitaminas e minerais. Quando os pacientes eliminam totalmente o glúten da dieta, o revestimento do intestino tem chance de curar.

Não é fácil cortar o glúten da dieta por causa da enorme variedade de alimentos que utilizam esta proteína, principalmente derivados de trigo. Este alimento é usado no mundo inteiro, independentemente da cultura do povo. Mesmo com a legislação que exige que a informação da presença ou ausência de glúten nas etiquetas, é difícil seguir esta restrição adequadamente. Em outros países como a Grã-Bretanha e os Estados Unidos, pacientes celíacos encontram muito mais variedade de alimentos sem glúten do que no Brasil.

Na cura da doença celíaca, esta dieta deve ser feita ao longo da vida e nas pessoas normais, esta não é indicada. Alguns cuidados podem facilitar a vida para aqueles que sofrem intolerância ao glúten:

  • Nunca reutilizar o óleo que foi utilizado para fritar alimentos à milanesa com farinha contendo glúten;
  • Não utilize o forno ao mesmo tempo, onde há alimentos com e sem glúten (lasanha e carne, por exemplo);
  • Não aqueça o pão sem glúten na mesma torradeira com o pão normal;
  • Lave os recipientes em que você pretende guardar os alimentos sem glúten. Passar apenas um pano não descontamina.
  • Para aumentar a quantidade na embalagem, alguns fabricantes adicionam cevada ao pó de café. Portanto, evite beber café em lugares que você não conhece a marca dos produtos utilizados; Quando vai a um restaurante, opte por alimentos simples, sem molhos, como saladas, arroz e carnes grelhadas;
  • Mantenha uma alimentação de emergência (frutas, bolachas etc) em uma bolsa ou mochila.

Inicialmente, seguindo uma dieta sem glúten pode ser frustrante. Mas com tempo, paciência e criatividade, você vai descobrir que há muitos alimentos que você já come que são isentos de glúten e você vai encontrar alimentos com substitutos de glúten que você pode desfrutar.

Mudando para uma dieta livre de glúten é uma grande mudança e, leva algum tempo para se acostumar. Você pode inicialmente sentir prejudicado por restrições da dieta. No entanto, tente permanecer positivo e focar nos alimentos que você pode comer.

  • Não coma nada que contém os seguintes grãos: trigo, centeio e cevada.
  • Uma vez se pensava que a aveia continha algum glúten. Tornou-se evidente agora, que essas aveias eram frequentemente processadas em máquinas que moinha trigo. A maioria dos fabricantes já não fazem mais isso, no entanto, se houver alguma dúvida, a pessoa deve obter garantias do fabricante por e-mail, correio ou telefone.
  • Os seguintes alimentos podem ser consumidos em qualquer quantidade: milho, batata, arroz, soja, tapioca, araruta, alfarroba, painço, amaranto e quinoa.
  • Vinagre branco destilado não contém glúten, porém vinagre de malte contém glúten.

Alimentos permitidos

  • Feijões, sementes, nozes em sua forma natural, não processado.
  • Ovos frescos.
  • Carnes frescas, peixes e aves (não empanado, massa recheada ou marinado).
  • Frutas e vegetais.
  • A maioria dos produtos lácteos.
  • É importante se certificar de que eles não são processados ou misturado com glúten contendo grãos, aditivos ou conservantes. Muitos grãos e amidos podem ser parte de uma dieta isenta de glúten:
  • Trigo
  • Milho e fubá
  • Linho
  • Farinhas sem glúten (arroz, soja, milho, batata, feijão)
  • Quinoa
  • Arroz
  • Soja
  • Tapioca

Sempre evitar

Evite todos os alimentos e bebidas que contenham:

  • Cevada (malte, vinagre)
  • Triticale (um cruzamento entre trigo e centeio)
  • Trigo

Evitar o trigo pode ser um desafio, pois os produtos de trigo possuem inúmeros nomes. Considere os vários tipos de farinha de trigo nas prateleiras dos supermercados – bromados, enriquecido, fosfatado e simples.

Evite a menos que seja rotulado “sem glúten”
Em geral, evite os seguintes alimentos a menos que estejam rotulados como isentos de glúten ou feito com grãos de milho sem glúten, de soja, arroz ou outro:

  • Cerveja
  • Pães
  • Bolos e tortas
  • Doces
  • Cereais
  • Cookies e biscoitosBatatas fritas
  • Molhos
  • Massas
  • Molhos para salada
  • Sopas e bases para sopas
  • Legumes com molho

Veja receitas sem glúten.

About the author

Mariana Póvoas

1 comment
Click here to add a comment

css.php